quarta-feira, 28 de maio de 2014

00:22 em Cuiabá e eu choro. Hoje é o aniversário do meu pai aquele a quem eu devo tudo. Meus sonhos estão se tornando realidade graças a um grande esforço dele e de minha mãe. Meu rosto está cheio de lágrimas de saudade, de amor, gratidão e de muito orgulho de ser filha desse pai maravilhoso. Nunca entendi algumas coisas no meu pai mas hoje sou capaz de enxergar muitas coisas e muitos sacrifícios que ele fez calado para dar muitas coisas melhores para mim e para minha irmã. É com lágrimas nos olhos que hoje deixei uma mensagem de Feliz aniversário. É com lágrimas de gratidão e reconhecimento: Pai, você é meu bem precioso. Amo vc.

Então finalmente eu entendo quanto amo a UFMT e seu perfeito curso de nutrição!!! O nível de conhecimento que estamos adquirindo é incrível. A busca pelo saber, o crescimento pessoal, as amizades para a vida toda e toda aquela sabedoria que você quer sugar... Hoje o professor de química analítica chegou na sala e disse que ia passar os três últimos conteúdos da prova do dia 11 e o nível foi tão alto que nosso queridíssimo Jorge Perez pediu que prestássemos muita atenção na explicação porque aquilo tudo ( 3 lousas e meia) era fruto de anos de trabalho dele - ou seja - eram fórmulas e teorias que ele criou e que, segundo ele, já haviam sido comprovadas e publicadas no meio científico. Ficamos pasmos pelo trabalho complexo que ele elaborou e no mesmo instante montamos um grupo de estudo de final de semana para pegar bem a matéria rsrsrs. Nesse instante eu percebi o quão longe pude chegar e o quão longe ainda quero chegar pois o mais fácil foi passar no vestibular. Sair da Universidade Federal do Mato Grosso formada é a maior batalha de todas que vou vencer!
Tem dias que a saudade aperta, o silêncio incomoda, os velhos costumes querem voltar, a preguiça bate, as lágrimas brotam sem motivo... parece um maremoto. Fico feliz em dizer que a maioria dos dias é de alegria, motivação, descobertas e também a cada dia descubro uma família nova que também vai me acolhendo, vou reconhecendo e colocando um pouco de mim no lugar onde moro. Meu crescimento pessoal é o que mais me chama a atenção: penso coisas que nunca achei que ia pensar e as melhores coisas para mim são as mais simples possíveis. Agora consigo dormir sozinha, como não fazia em casa. Ainda sinto medo do escuro mas sou obrigada a confrontá-lo todos os dias pois já não tenho quem me defenda, além de Deus é claro.
Se estar completa é estar feliz posso dizer que estou completa. 

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Ahhhh as meninas da facul morreram com meus Cupcakes de sábado! Lógico que foram comprados néh! Merecia, afinal acordei 7:00 da manhã no sábado mais gelado de Cuiabá para fazer prova de Biologia (segundo a Emilly eu gabaritei a prova kkk assim espero).Voltei pra casa trazendo esses lindinhos e depois fui almoçar com a Camila, minha companheira de risadas e de compras! Cada dia me sinto mais feliz!!!

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Hoje eu disse para meu pai: "Obrigada por tudo o que está fazendo por mim  pai".
As lágrimas de emoção rolaram por meu rosto. 
Disse também: "um dia recompensarei você e a mamãe por tudo isso".
Serei eternamente grata a meus pais por todos os sacrifícios que estão fazendo para que eu realize meu sonho aqui. Estudar em uma faculdade pública conceituada e de qualidade sempre foi um sonho meu. Estou aprendendo tantas coisas, são só para a parte profissional mas também e, principalmente, para a parte pessoal. É um grande crescimento pessoal. Morando sozinhos damos valor para coisas pequenas. Já não ligo para coisas grandiosas, fiz amizade com todos sem julgar ou mesmo ficar procurando motivos para não gostar de alguém pois cada um tem sua particularidade... 
Com certeza está sendo uma fase especial na minha vida. Morar em Cuiabá sozinha a princípio parecia uma coisa difícil e ruim. Hoje já me dá orgulho de dizer que sim: cada dia é uma batalha vencida. Tem dias de choro e muito choro. Dias de solidão. Mas tem dias de alegria, aprendizagem e de muitas descobertas e novas amizades. Agora gosto da minha casinha nova, das minhas companheiras de casa, gosto da cidade e amo minha faculdade. Vivo com coisas simples e todos os dias acordo me lembrando de Deus, pedindo sua proteção e agradecendo as bençãos e também me lembrando de quem eu sou, de onde eu vim e de todos que me amam...