domingo, 22 de junho de 2014

Eu acredito que a alegria possa vencer qualquer barreira, que o amor nos faça perdoar o próximo, que sejamos capazes de mudar e de ser cada vez mais humanos. Determinados acontecimentos na nossa vida nos deixam mais simples, nos levam a enxergar a verdadeira beleza interior. Há quem acredite que "beleza interior" é uma idiotice. Quem assim pensa simplesmente vive de aparência. Somos aquilo que temos de melhor e não carregamos nosso melhor no exterior. Tesouros são guardados por isso são preciosos. Nossa preciosidade está em nosso interior e em cada atitude nossa. Cultivar um interior mais belo e amoroso só depende de nós mesmos. Acredito, assim como Buda acreditava, assim como Jesus ensinava que sempre podemos buscar melhorar, buscar nossa essência de amor, de paz e respeito ao próximo. Acredito que todos temos que experimentar o exercício do perdão, da aceitação e da oração. E por fim acredito que aqueles que se deixam transformar, que escolhem mudar, aprender a respeitar o desconhecido, que se doam e que são capazes de perdoar estão, ao fazer isso, aprendendo na escola da vida a lição do amor verdadeiro e puro.

quarta-feira, 18 de junho de 2014

E o tempo corre, passa rápido como o vento. 
Não me lembro mais da dor que sentia. 
Não me lembro mais de esperar.
Um dia quero acordar ao teu lado e dizer que todo o esforço foi válido e que finalmente estaremos juntos para realizarmos todos os nossos sonhos.
Chega de dizer que algo é certo ou errado. É claro que existem limites aceitáveis ou não, por exemplo, se tratando de respeito, de segurança e de algumas outras coisas as quais não me lembro agora. Mas em questões pessoais acredito que cada um é de um jeito e cada um escolhe o que vai ser, o que vai crer, o que vai amar enfim... livre arbítrio!!! O que importa é a felicidade, as boas coisas que vamos levar para o resto de nossas vidas. Cada ida e cada volta para casa, cada voo que o avião levanta me faz refletir sobre tudo o que tenho, tudo o que tive e o que ainda quero ter. Reflito sobre as pessoas que já conheci e o que cada uma acrescentou na minha vida. Hoje me vejo tão madura em relação a coisas que já disse ou pensei. Hoje me vejo outra pessoa e fico feliz em conseguir enxergar meus erros.
Hoje consigo beijar meu pai, consigo me emocionar por estar tendo cada momento perto das pessoas que amo e que deixei na minha cidade, consigo sorrir por ter coisas pequenas em meu novo lar em Cuiabá, faço minhas próprias escolhas sem consultar ninguém (o que pode ser até difícil em alguns momentos mas não impossível). 
Sonhos, vida, escolhas é tudo o que temos. Somente uma única vez. E podemos ser aquilo que quisermos ser. Tendo como base o amor ao próximo podemos alcançar o inatingível.

domingo, 8 de junho de 2014

Saudade de casa, do aconchego do meu lar. Saudade do abraço da mamãe e to sorriso do papai. Brigadeiro da irmã e carinho de toda a família. Logo logo embarco no avião!
Noites como a de hoje sempre vão existir.
É delas que tenho mais medo, pois não se espera sua chegada.
Quando parei para lembrar as primeiras coisas que fizemos juntas eu quase chorei.
Queria ser forte como um touro contra as minhas lembranças. 
Juro que fazia muito tempo que não pensava mais nada a respeito.
Não há mais rastros, sinais de você aqui...
E penso que o que passou passou...
Mas dentro de mim há uma parte muito grande que não quer se apagar. Não há como fazer isto. Não tem como tirar esse amor de dentro de mim, não tem como deixar de pensar, de lembrar ... a barreira se rompe, tudo perde a cor, tudo perde o sentido porque mesmo que eu estivesse aqui e você aí, mesmo que tivéssemos tomado caminhos diferentes mas, ainda que fôssemos amigas, para mim tudo estaria perfeito. Mas acho que nunca vai estar. Por mais que eu conheça pessoas especiais na faculdade, por mais que esteja formando amizades para o resto da minha vida a sua sempre, sempre vai ser a que eu mais vou desejar. Acho que não adianta nem lutar contra isso porque todos os dias quando fecho os olhos para rezar minha primeira prece é para você.
Eu me lembro de tudo.
Não me esqueço de absolutamente nada.
Mas o que mais me dói é nunca ter tido a oportunidade de ter dito pela última vez olhando nos seus olhos o quanto eu ainda te amo. 
Noites como a de hoje sempre virão.
É delas que tenho mais medo, pois sempre me pegam só.